terça-feira, 18 de maio de 2010

A dieta emperrou? Aprenda a empurrá-la pra frente e volte a emagrecer

E pensar que o nosso próprio corpo boicota o regime! É o efeito platô, quando o ponteiro da balança teima em não sair do lugar. Saiba como vencer essa parada




Sim, é mais do que natural o ponteiro da balança ficar imóvel depois de um período de emagrecimento. E sim, isso pode acontecer mesmo quando seguimos firme com a boca fechada. Esse estágio é o que os especialistas chamam de platô. O que fazer? Em primeiro lugar, tenha calma. Se no desespero você cair na bobagem de adotar uma dessas dietas radicais tão alardeadas por aí, pode até perder peso, mas acredite: os quilos que se foram logo vão ser recuperados. Sem a menor sombra de dúvida. A menos que você adote algumas táticas, como estas sugeridas pela nutricionista Samantha Macedo, coordenadora do Atendimento de Nutrição das Academias Competition, e do professor de musculação Edmilson Kawanaka, também da mesma academia, em São Paulo.



**Bote mais comida no prato

Mas sem exageros! Após alguns meses de dieta, o organismo tende a se acostumar com o aporte menor de calorias e passa a encarar o cardápio magrinho como alimentação normal. Resultado: o organismo economiza no metabolismo para se adaptar a esse novo patamar calórico e... você pára de emagrecer. A solução, portanto, é comer mais -- um pouco mais, não custa repetir. Vale elevar o seu menu em 200 ou 300 calorias, no máximo. E por 15 dias apenas. Depois, volte à dieta anterior.


**Mude a composição da dieta

O cardápio que contempla vegetais, carboidratos (de preferência integrais), proteínas e gorduras (do bem!) continua importantíssimo. O que você tem a fazer é mudar a porcentagem dos ingredientes para dar uma arrancada na queima de calorias. Se você já vem apostando bastante em verduras e legumes, experimente agora abusar um pouco mais das proteínas magras (como carnes brancas, leite e derivados desnatados). Elas demandam maior queima de calorias para serem metabolizadas. O organismo gasta, em média, 25% das calorias da proteína para digeri-la e assimilá-la, esclarece a nutricionista Samantha. O que é um feito e tanto. No caso da gordura, apenas 3% de suas calorias são consumidas nesse processo!


**Beba chá, muito chá

O verde e o branco são ricos em catequinas, substâncias antioxidantes que aceleram o gasto energético. E são várias as pesquisas científicas que endossam essa teoria. Uma delas, publicada no American Journal of Clinical Nutrition, revista da Sociedade Americana de Nutrição, comprovou que a queima de gordura foi 4% maior entre o grupo que tomou de 6 a 8 xícaras da bebida por dia. Além de acelerar o metabolismo, os chás também facilitam a digestão. E mais: protegem o coração, pois diminuem o colesterol ruim (LDL) e fortalecem as artérias. Até a pele sai ganhando, uma vez que as células de defesa ficam de prontidão contra os raios ultravioleta B. Em outras palavras, cai o risco de câncer nesse que é o maior órgão do corpo humano. E, para completar o kit pró-saúde, os compostos dos chás têm atuação antigripal e antiinflamatória.


**Cheque o que anda comendo

Poucos gostam, têm tempo ou paciência de fazer um diário alimentar. Mas, se o emagrecimento deu uma estacionada, vale a pena colocar na ponta do lápis o que você vem comendo nos últimos dias, tintim por tintim. E isso vale para os marmanjos também. Muitas vezes, a gente só se dá conta de que anda beliscando mais do que deveria depois que checa os deslizes alimentares anotados em detalhes.


**Malhe diferente

Bom, se você nunca malhou, comece já, por favor. Não é novidade que a atividade física aumenta o gasto calórico e facilita o emagrecimento. Só que há um momento na vida em que mesmo o malhador de carteirinha nota que o ponteiro da balança se nega a sair do lugar. Esse é o sinal de que está na hora de fazer pequenas alterações na rotina de exercícios. Assim como acontece com a dieta, o corpo também se acostuma com a ginástica e passa a gastar menos calorias para executá-la. E aí, trocar de modalidade chacoalha e acelera o metabolismo. Ou, se preferir, peça ao professor da academia que altere a intensidade, a quantidade e o ritmo da malhação. O exercício físico regular e bem orientado, junto com a dieta, é ainda a maneira mais eficiente para se conquistar o peso ideal, afirma o professor Edmilson.


**Renda-se à musculação

Exercícios de força criam músculos. E músculos são tecido vivo, que queimam calorias diferentemente da gordura. Logo, isso faz o metabolismo trabalhar mais rápido, o que leva ao aumento do gasto calórico diário. Quem pratica musculação regularmente substitui gordura por massa magra, lembra Edmilson. Para aqueles que já estão acostumados a puxar ferro, aumentar a carga favorece um gasto energético maior. E lembre-se: o metabolismo masculino é mais acelerado do que o feminino, justamente porque os homens têm proporcionalmente mais massa muscular e menos gordura. Nesse caso, as mulheres precisam, mais do que ninguém, caprichar em atividades que facilitem o ganho de músculos.

2 comentários:

  1. Oi passei p dizer q deixei um selinho no dia de hj la no meu blog p vc ok
    bjus

    ResponderExcluir
  2. oie... vim te visitar.. como esta a semana??? bjinhus

    ResponderExcluir